O que eu faço após o processo de avaliação neuropsicológica em que verifiquei que meu paciente apresenta algumas habilidades cognitivas preservadas, porém, outras prejudicadas?

Como posso ajudar meu paciente|filho|aluno a melhorar seu desempenho e sua funcionalidade?

Será possível aperfeiçoar as habilidades cognitivas em crianças em desenvolvimento típico, com intuito de promover melhor funcionamento e prevenir prejuízos a longo prazo? Esses são alguns questionamentos bastante frequentes de profissionais da área da saúde ou de pais ou professores que tem filhos|alunos com alguma dificuldade cognitiva.

Nas últimas décadas houve um avanço bastante considerado da neuropsicologia, para além da busca pela compreensão o funcionamento cognitivo e comportamental dos pacientes. Começou-se então a se investir em intervenções e tratamentos que pudessem possibilitar ao indivíduo uma melhor qualidade de vida, com a melhora ou aprimoramento de suas habilidades cognitivas e comportamentais. Além da ampliação no escopo de atuação, houve também ramificações considerando as faixas etárias ou grupos clínicos que poderiam se beneficiar do conhecimento advindo da neuropsicologia, entre essas ramificações está a avaliação e intervenção com crianças, conhecido como neuropsicologia infantil. 

Para discutir sobre reabilitação neuropsicológica na infância, chega ao leitor a obra “Intervenção neuropsicológica infantil: Da estimulação precoce-preventiva à reabilitação” que contou com a colaboração de diversos autores pesquisadores e clínicos que são referências na neuropsicologia brasileira. Em todos os capítulos há informações atualizadas, com fundamentações teóricas e experiências práticas dos autores. Na primeira seção, são apresentados os conceitos gerais, fundamentação teórica sobre avaliação e intervenção neuropsicológica infantil, bem como, orientações para professores, pais e terapeutas sobre como propor e desenvolver estratégias para estimular as funções cognitivas e comportamentais nas crianças. Em seguida, na seção 2, o livro apresenta modelos, estratégias e o que deve ser considerado durante a intervenção em atenção, memória, funções executivas, teoria da mente, linguagem escrita e matemática, com orientações, dicas e programas que vão desde a estimulação precoce-preventiva à reabilitação.

Esta obra pode ser considerada um marco importante no estudo da intervenção neuropsicológica infantil no Brasil, pois apresenta os alicerces teóricos da área e reúne em um só livro diversas orientações, estratégias e programas que buscam proporcionar melhor funcionamento cognitivo e comportamental para as crianças.  

Quer adquirir o seu exemplar? 

Acesse: https://www.pearsonclinical.com.br/intervenc-o-neuropsicologica-infantil-da-estimulac-o-precoce-preventiva-a-reabilitac-o.html

Texto escrito por: Caroline de Oliveira Cardoso, autora do livro “Intervenção neuropsicológica infantil: Da estimulação precoce-preventiva à reabilitação