ecos da clinica          Na trajetória de um psicanalista há temas que reverberam. Numa leitura fina de seu material vemos que, mesmo tratando-se aparentemente de realidades diversas, as questões autorais mantêm um determinado fio.
A autora, Isabel Mainetti de Vilutis, dá conta desta tarefa, selecionando uma série de trabalhos que, sem dúvida, possuem uma diretriz: a clínica. Clinicar pressupõe muito mais do que levar em frente um tratamento: pressupõe questionar-se, conduzir uma cura, pensar nos determinantes teóricos que nos dão a malha de fundo pela qual duas pessoas percorrem um caminho comum.
 Clinicar pressupõe dar conta das regras técnicas que nos determinam o espaço analítico, no qual se entrecruzam duas subjetividades; pressupõe tomar posições, inovar para atender à necessidade que o processo analítico demanda para ter lugar e sustentar-se.