Pos Análise

Neste livro, propõem-se quatro modelos para descrever o período imediatamente posterior ao encerramento dos contatos psicanalíticos regulares entre analista e analisando: “Pós-término bem-sucedido”; “Pós-término com consultas analíticas”; “Pós-término com reanálise”; e “Pós-término com atendimento em situações de crise”.

A autora serviu-se de depoimentos recolhidos de dois grupos de analisados: não-psicanalistas e psicanalistas, de diferentes formações e atividades profissionais. A leitura atenta desses depoimentos sugere que a oportunidade do depoimento foi um raro momento em que esses ex-analisandos puderam pensar sobre a própria análise. A sugestão que se faz é a de que o período pós-término deva incluir, pelo menos idealmente, um momento final de “balanço”, em todas as psicanálises. Esse momento, depois da análise terminada, talvez tenha de ser ‘provocado’, não necessariamente realizado dentro de uma situação de setting analítico. Todavia, deve ser considerado como parte da análise, porque parece oferecer a oportunidade de dar um “arremate” ao próprio processo analítico.