Travessias do tempoO livro é organizado por Natália Alves Barbieri e Carolina Guimarães de Baptista.

Temos em mãos um livro que cumpre a função de companheiro, de interlocutor. O que queremos de um livro se não o diálogo amoroso no silêncio das nossas conversas com os autores?

A leitura dos fundamentos teóricos e da narração das histórias vividas pelos acompanhantes terapêuticos no envelhecimento se dá na nossa particularíssima sala de visitas, onde acontece a interconexão do que em em nós é dúvida, perplexidade e certa arrogância com o encantamento do aprendizado: uma surpresa que ilumina o desconhecido, aponta caminhos e revela descobertas. A maior delas, a de nós mesmos, na relação com o mundo do envelhecimento.

É curioso que o acompanhamento terapêutico no envelhecimento tenha a sua origem nas transgressões conceituais ocorridas no mundo da loucura. Transgrediram os que amaram os loucos e puderam, por obra e arte desse amor, oferecer a eles oportunidades de transcender a loucura e assomar ao mundo dos sãos como cidadãos de direito à vida social.

acompanhamento terapêutico no envelhecimento abre um caminho inusitado. O referencial psicanalítico empresta fundamentos que se prestam às interconexões interdisciplinares e vão alcançar os velhos onde eles estão.

Afinal, para que servem as ciências e as técnicas se não se ligam à vida e ao ser humano? Diríamos que absolutamente para nada. É comovente a leitura dos acompanhamentos terapêuticos que aprenderam e nos ensinam a olhar e a ver, a ouvir e a escutar, a tocar e a ficar junto, a falar e silenciar.

Resenhado por Ligia Py (psicóloga e gerentóloga). Mestre em psicologia e doutora em psicologia pela UERJ. Presidente da comissão permanente de cuidados paliativos da SBGG e membro do conselho de bioética do INCA. Membro da câmara técnica sobre a terminalidade da vida e cuidados paliativos do CFM. Coautora e orientadora de aprendizagem do Curso de Educação à Distância sobre envelhecimento e Saúde do Idoso – FIOCRUZ/MS e coeditora do Tratado de geriatria e gerontologia.